segunda-feira, 25 de setembro de 2017



Os livros, esses animais sem pernas, mas com olhar, observam-nos mansos desde as prateleiras. Nós esquecemo-nos deles, habituamo-nos ao seu silêncio, mas eles não se esquecem de nós, não fazem uma pausa mínima na sua vigia, sentinelas até daquilo que não se vê. Desde as estantes ou pousados sem ordem sobre a mesa, os livros conseguem distinguir o que somos sem qualquer expressão porque eles sabem, eles existem sobretudo nesse nível transparente, nessa dimensão sussurrada. Os livros sabem mais do que nós mas, sem defesa, estão à nossa mercê. Podemos atirá-los à parede, podemos atirá-los ao ar, folhas a restolhar, ar, ar, e vê-los cair, duros e sérios, no chão.

(...) Os livros, esses animais opacos por fora, essas donzelas. Os livros caem do céu, fazem grandes linhas retas e, ao atingir o chão, explodem em silêncio. Tudo neles é absoluto, até as contradições em que tropeçam. E estão lá, aqui, a olhar-nos de todos os lados, a hipnotizar-nos por telepatia. Devemos-lhes tanto, até a loucura, até os pesadelos, até a esperança em todas as suas formas.


José Luís Peixoto, in 'Abraço' 

terça-feira, 19 de setembro de 2017

E cá estamos para um novo ano letivo. Como diz o poeta Ary dos Santos, "estudar é muito importante, mas pode-se estudar de várias maneiras..."



APRENDER A ESTUDAR
Estudar é muito importante, mas pode-se estudar de várias maneiras…
Muitas vezes estudar não é só aprender o que vem nos livros.
Estudar não é só ler nos livros que há nas escolas.
É também aprender a ser livres, sem ideias tolas.
Ler um livro é muito importante, às vezes, urgente.
Mas os livros não são o bastante para a gente ser gente.
É preciso aprender a escrever, mas também a viver, mas
também a sonhar.
É preciso aprender a crescer, aprender a estudar.
Aprender a crescer quer dizer:
aprender a estudar, a conhecer os outros, a ajudar os outros, a viver com os outros.
E quem aprende a viver com os outros aprende sempre a viver bem consigo próprio.
Não merecer um castigo é estudar.
Estar contente consigo é estudar.
Aprender a terra, aprender o trigo e ter um amigo também é estudar.
Estudar também é repartir, também é saber dar o que a gente souber dividir para multiplicar.
Estudar é escrever um ditado sem ninguém nos ditar;
e se um erro nos for apontado é sabê-lo emendar.
É preciso, em vez de um tinteiro, ter uma cabeça que saiba pensar, pois, na escola da vida, primeiro está saber estudar.
Contar todas as papoilas de um trigal é a mais linda conta que se pode fazer.
Dizer apenas música, quando se ouve um pássaro, pode ser a mais bela redação do mundo…
Estudar é muito
mas pensar é tudo!
J. C. Ary dos Santos
(7 /12/1937-18 /1/ 1984 Lisboa)

segunda-feira, 5 de junho de 2017


Trabalho apresentado por Catarina Basílio, após a leitura 
do livro " Obax", de André Neves.













Catarina Basílio Silva - 5ºC, nº5

Texto Poético




Os aunos do 5º A e 5ºE inciaram o estudo “do texto poético” e inpiraram-se.

Um poeta é…

um sonhador,
um aventureiro,
um criativo.

É sensível,
sentimental
e amigo.

Um poeta é o mágico das palavras.

Autor: Turma do 5ºE, 2017
------------------------------------------------------------------

Um poeta é…

sonhador,
misterioso,
criativo,
emotivo
e sentimental.

Um poeta é…
um encantador de palavras.


Autor: Turma do  5º A, 2017

As nossas BD



As turmas C e D do 3º ano da escola da Estação foram à BE para criarem, em conjunto, uma BD.
Utilizando a ferramenta digital que permite a realização de BD’s, cada turma contou uma pequena história em banda desenhada. Querem ver como ficou?






Teatro


Apresentação de um grupo de alunos do 8ºB na disciplina de Ciências, sobre a reciclagem, a uma turma de 2º ano.















domingo, 28 de maio de 2017

Concurso de Cartazes

SEMANA DA LEITURA/E.V. (8ºANO)

À semelhança de anos anteriores, a Biblioteca e Departamento de Expressões realizaram um concurso de cartazes para a “Semana da Leitura”. Depois de uma seleção prévia, feita por um júri constituído pela coordenadora (Isabel Pinheiro) e duas professoras colaboradoras (Professoras Paula Serrano e Anabela Miranda), os alunos que quiseram, votaram nos trabalhos expostos na biblioteca.







CARTAZ VENCEDOR :

Cartaz 9 (20 votos) – realizado pelos alunos do 8ºB: nº2, Ana Nunes; nº5, Gabriela Silva; nº12, João Reis e nº16, Marta Mestre.



Os cartazes
nº2 ( da autoria dos alunos do 8ºC: Jéssica Cruz, Joana Correia, Joana Pereira, Joana Silva e Maria Beltrão) e
nº 12 ( da autoria dos alunos do 8ºE: Alexandra Vélez e Joana Liu) obtiveram ambos 12 votos.

De acordo com o regulamento (embora o cartaz não tivesse sido entregue antes da Semana da Leitura), apenas serão atribuídos prémios aos autores do cartaz vencedor.

A entrega de Prémios far-se-á na cerimónia de final de ano letivo, no dia 14 de junho.

A coordenadora da Biblioteca,

Isabel Pinheiro

sexta-feira, 19 de maio de 2017

Concurso Nacional de Leitura - Fase Distrital

A E.B. D. Manuel I – Tavira está de parabéns, pois um dos seus alunos foi o vencedor da “XI Edição do Concurso Nacional de Leitura” (Fase Distrital), que se realizou no dia 9 de maio, no Auditório Municipal de Olhão, pelo que vai representar o Algarve, na fase nacional, que se realizará em Lisboa.



 Trata-se do aluno Eduardo Souza Pereira, natural do Brasil, residente em Tavira há cerca de 3 anos e que frequenta 7ºano. É bom aluno e tem apenas 10 anos, o que lhe confere ainda mais mérito. Recorde-se que do 3º ciclo foram apurados apenas cinco alunos, que fizeram uma prova oral, em público. E dos três melhores classificados, dois são suplentes e apenas um vencedor: o Edu (como muitos carinhosamente o conhecem).



O Eduardo respondeu à pergunta de qual dos dois livros que lera tinha gostado mais e qual a sua personagem favorita. Referiu o “Trash – os rapazes do lixo” e na sua resposta não houve qualquer hesitação: esta foi clara e sucinta, mas o essencial estava lá !! Quanto ao poema, não o leu, mas declamou-o. E vejam se parece ou não que este tem a ver com esse menino, que guardou o chocolate que lhe ofereci para repartir com o irmão mais novo?

Por isso ouvi algumas pessoas a dizer-lhe: qualquer coisa como isto “ Tu tens uma presença extraordinária, tens algo de especial…tu mereces ter sucesso e um futuro risonho!” Ele, com um ar tão inocente e por outro, tão confiante e senhor de si mesmo! E até teve claque (seis colegas que fizeram a prova com ele) que o apoiaram, gritando da plateia “Edu, Edu!”





Conquista

Livre não sou, que nem a própria vida
mo consente.
Mas a minha aguerrida
teimosia
é quebrar dia a dia
um grilhão da corrente.
Livre não sou, mas quero a liberdade.
Trago-a dentro de mim como um destino.
E vão lá desdizer o sonho do menino
que se afogou e flutua
entre nenúfares de serenidade
depois de ter a lua!



Miguel Torga

sexta-feira, 5 de maio de 2017

CONCURSO

MOSTRA O QUE SABES

5ºANO


Alunos classificados nos 3 primeiros lugares:

1º Lourenço Mendes - 5ºE, nº 11

2º (exequo)

    - Carlos Freire - 5ºC, nº13
    - Margarida Pereira - 5ºD, nº16

6ºANO


 Alunos classificados nos 3 primeiros lugares:

Bernardo Martins - 6ºB, nº5
Rosa Poranen - 6ºB, nº27
Francisco Viegas - 6ºB, Nº10


Os alunos que participaram poderão saber a sua classificação junto da coordenadora da biblioteca ou professora colaboradora.

Agradece-se a vossa participação!!



   

segunda-feira, 3 de abril de 2017

No dia 29 de março, o ator António Fonseca fez-nos uma apresentação de "Os Lusíadas", de uma forma interessantíssima. Os alunos que tiveram o privilégio de assistir à sessão, provavelmente nunca se esquecerão. E os professores, também não.





sábado, 25 de março de 2017

SEMANA DA LEITURA



O grupo de alunos que vai estar a ler, na abertura da Semana da Leitura, na 2ªfeira, entre as 10 e as 12h , na Rádio Gilão. Parabéns a este grupo!
Procure o link no facebook da Rádio Gilão.





No Sobe e Desce, a "Galeria de autores" da Semana da Leitura" da rede concelhia de bibliotecas de Tavira, este ano é assim: pinturas de leitores.






Em algumas montras no comércio local, estarão afixadas estas reproduções de pinturas, com um QRcode que remete para o museu onde se encontram.






Dia 27, pelas 14.30 está prevista a ida de alguns alunos do 8ºA  ler na comunidade, junto à Câmara Municipal. A atividade será adiada se as condições atmosféricas forem adversas à deslocação dos alunos.

Também em virtude de estar prevista a realização de uma reunião sindical na escola, no dia 28, pelas 10.00, a atividade "ler em vários sotaques", prevista para as 10.30, será adiada para dia 3 de abril, à mesma hora.




BOOK FACE
 Dás a cara por um livro?

Traz um livro que tenhas adorado, vai à biblioteca e deixa-te fotografar, tal como mostra a imagem.

Durante a “Semana da Leitura”, a partir de dia 30 de março, as fotos serão expostas em vários locais da escola.


PARTICIPA!!                                                         




sexta-feira, 24 de março de 2017

Dia dos Namorados - Valentine`s Day



Todos os anos, em 14 de fevereiro, muitas pessoas celebram este dia enviando mensagens de amor e carinho e trocam cartões, doces, presentes ou flores com o seu "valentim" especial.
Every year on 14th February many people celebrate this day by sending messages of love and affection and exchange cards, candy, gifts or flowers with their special "valentine".
Assim, em celebração da efemeridade o dia de São Valentim, as docentes de Inglês do terceiro e quarto anos, Carla Silva e Célia Guerreiro, propuseram aos alunos da Escola Básica nº 1 de Tavira, a troca de postais. Não esquecendo, Rocky, o nosso amiguinho e super-herói.







So, in celebration of the ephemerality of Valentine's Day, the English teachers of the third and fourth grades, Carla Silva and Célia Guerreiro, proposed to the students of the Primary School nº 1 of Tavira, the exchange of postcards. Not forgetting, Rocky, our little friend and superhero, Rocky.



Através da escrita de postais, todos os alunos, tiveram a oportunidade, de redigir e expressar os seus sentimentos, para quem eles queriam. No final, cada aluno teve a possibilidade de entregar e colocar o seu postal na caixa de correio, que se encontrava na biblioteca.

Through writing postcards, all students had the opportunity to write and express their feelings, to whom they wanted. In the end, each student was able to deliver and put their postcard in the mailbox, which was in the library.


No dia 9 de março, recebemos na escola Cristina Taquelim, que nos prendeu com  a sua magia de saber tão bem contar as suas "Histórias que não lembram ao diabo".




No dia 10, Isabel Alçada contou-nos como se iniciou a parceria com Ana Maria Magalhães  e levou-nos também n`uma Aventura pelas vivências e histórias que  inspiraram alguns dos seus livros. A escritora ofereceu-nos o seu último livro "Uma aventura em Conímbriga" acabado de chegar às livrarias"




sexta-feira, 10 de março de 2017

O Príncipe Sapo

Há muito, muito tempo, num reino distante, havia um príncipe que mentia aos seus aios para não comer nem os legumes que estavam no prato nem a sopa.
Um dia, recebeu uma espada pequena. Essa espada era mágica. Na caixa da espada dizia: “Por cada boa ou má ação, recebes uma benção ou uma maldição.”
O príncipe, nada assustado com aquilo, foi comer. Nesse dia, mentiu outra vez aos aios dizendo:
            — O papá deixa que eu não coma os legumes nem a sopa.
E os criados faziam o que o príncipe mandava.
Quando sua alteza se foi deitar, a espada brilhou.
De manhã, assim que o príncipe acordou, reparou que estava com pés de sapo, mãos de sapo e que coaxava. Interrogou-se:
— O que é que me aconteceu?
Passadas várias horas a esconder a sua pele e a sua voz de sapo, chegou a hora do almoço e o jovem príncipe, que já sabia que só comendo os legumes e a sopa é que conseguia inverter o feitiço, não teve outra alternativa... No preciso momento em que comeu os legumes e a sopa, deixou de ser um sapo.
A partir daí, o príncipe nunca mais mentiu aos seus aios.


Maria Francisca Fonseca Pais, 5.º A

sexta-feira, 24 de fevereiro de 2017

Educação Literária






Nos dias 21 e 23 de fevereiro, os alunos do 2ºano da EB D. Manuel I estiveram na biblioteca, onde ouviram a história para a Educação Literária “ A girafa que comia estrelas”, de José Eduardo Agualusa e realizaram uma atividade. A sessão foi dinamizada pela coordenadora da biblioteca.



sexta-feira, 17 de fevereiro de 2017

Semana da Internet Segura


A Semana da Internet Segura foi comemorada na Escola da Estação com sessões de sensibilização para a utilização responsável das redes sociais, dinamizada pelos alunos do Curso Vocacional, orientados pela professora Ana Reis, da escola sede.

Após uma apresentação das potencialidades das redes sociais e de diversos recursos que estão disponíveis on-line, os alunos foram alertados para alguns riscos que podem correr caso não façam um bom uso da internet.

Através de exemplos práticos e com recursos a imagens e a um vídeo, desenrolou-se uma sessão muito participativa, permitindo aos alunos mais novos aprender a:

- Usar a internet sempre na presença de um adulto;

- Nunca fornecer dados pessoais (nome, morada, escola que frequenta)

- Não publicar fotos suas, da família e amigos;

- Não acreditar em tudo o que lhe é dito ou que está escrito na internet;

- Não aceitar pedidos de amizade sem autorização dos pais;

- Nunca aceitar convites feitos através da internet.

A biblioteca escolar agradece aos alunos e docentes do Curso Vocacional o empenho nesta parceria para comemorar a Semana da Internet Segura.

sábado, 11 de fevereiro de 2017

TRILHO das LENDAS de MOURAS ENCANTADAS

No passado dia 2 de fevereiro, os alunos do 3º ano da Escola da Estação participaram no Trilho das Lendas de Mouras Encantadas. Numa atividade de articulação curricular, entre a biblioteca escolar e a sala de aula, os alunos puderam escutar algumas das lendas de mouras encantadas, que fazem parte da memória coletiva do concelho de Tavira.
Feito o enquadramento histórico, ouviram a Lenda da Moura do Castelo, no jardim do Castelo de Tavira, e muitos foram os aventureiros que prometeram subir a muralha na noite de São João. Será que algum deles vai conseguir desencantar a bela princesa moura?
De seguida, desceram à beira rio para ficarem a conhecer a Lenda da Fonte da Praça, quase esquecida, e a Lenda do rio Séqua/Gilão.

No final, foi-lhes lançado um desafio, recolherem lendas da sua terra, junto da família, para que o património oral se mantenha vivo.